SeguranÇa e Higiene Alimentar
:: serviços de segurança e higiene no trabalho

:: serviços de segurança e higiene no trabalho - construção civil

:: segurança e higiene alimentar

:: psicologia

Nos últimos anos, a qualidade e segurança alimentar adquiriram grande importância, passando a fazer parte das preocupações dos consumidores.

O sistema HACCP (Análise de Perigos e Controlo dos Pontos Críticos) é um sistema preventivo, que auxilia os operadores de empresas do sector alimentar a alcançar padrões mais elevados de segurança dos géneros alimentícios.
Permite detectar potenciais perigos de segurança alimentar antes da sua ocorrência, ou no momento em que ocorrem, aplicando medidas correctivas imediatas e evitando assim que seja afectada a segurança do produto final.

Segundo o Regulamento (CE) N.º 852/2004, relativo à higiene dos géneros alimentícios, “os operadores das empresas do sector alimentar deverão criar e aplicar programas de segurança dos géneros alimentícios e processos baseados nos princípios do HACCP”.

Benefícios do Sistema HACCP
O sistema HACCP apresenta numerosas vantagens tais como:

  • Aumento da confiança dos consumidores;
  • Redução dos riscos para a saúde dos consumidores;
  • Empenho da organização para obter produtos seguros;
  • Optimização dos recursos.


PrÉ-Requisitos

Com o objectivo de dar cumprimento aos requisitos legais, é necessário que as empresas implementem inicialmente um programa de pré-requisitos (PPR), sem os quais é impossível desenvolver um Plano HACCP. Esses pré-requisitos consistem:

  • Requisitos gerais das Instalações;
  • Requisitos dos Equipamentos/Viaturas de transporte;
  • Plano de Controlo das Temperaturas dos equipamentos de frio;
  • Plano de Controlo da Higiene das Instalações/Equipamentos/Utensílios;
  • Plano de Saúde do Pessoal;
  • Plano de Formação do Pessoal em Boas Práticas de Higiene;
  • Plano de Controlo de Pragas;
  • Plano de Controlo de Resíduos Alimentares;
  • Plano de Controlo Analítico (análises microbiológicas: manipuladores, superfícies, produtos finais);
  • Plano de Rastreabilidade dos géneros alimentícios;
  • Plano de Qualificação dos fornecedores de matérias-primas;
  • Plano de fichas técnicas dos produtos comercializados.

 

Uma vez satisfeitos estes pré-requisitos, pode-se dar início à implementação do HACCP.
O sistema HACCP baseia-se em 7 princípios:

  • 1º Princípio: Identificação dos perigos e avaliação dos riscos;
  • 2º Princípio: Determinação dos Pontos Críticos de Controlo (PCC);
  • 3º Princípio: Estabelecimento de limites críticos para cada PCC;
  • 4º Princípio: Estabelecimento de processos de monitorização para controlo de cada PCC;
  • 5º Princípio: Estabelecimento de acções correctivas a serem aplicadas quando um dado PCC se encontra fora dos limites críticos estabelecidos;
  • 6º Princípio: Estabelecimento de procedimentos de verificação que evidenciem que o plano HACCP funciona eficazmente;
  • 7º Princípio: Elaboração de arquivos e registos que documentem a execução do plano HACCP.


 

Laboralis - Serviços de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, Lda :: Rua 5 de Outubro, 319 | 4100-175 Porto :: Tlfs: 22 609 28 38/9 :: Fax: 22 609 28 40 :: Tlm: 96 158 48 20 :: laboralis.geral@sapo.pt