SERVIÇOS de SEGURANÇA e Higiene no Trabalho - CONSTRUÇÃO CIVIL
:: serviços de segurança e higiene no trabalho

:: serviços de segurança e higiene no trabalho - construção civil

:: segurança e higiene alimentar

:: psicologia

A Indústria da Construção engloba um vasto e diversificado conjunto de actividades e características em geral únicas, envolvendo por isso riscos específicos para os trabalhadores que importa prevenir, eliminando-os na origem ou minimizando os seus efeitos.
Tal prevenção implica um conjunto de acções em todas as fases da realização de um empreendimento, sendo particularmente relevante o envolvimento efectivo de todos os intervenientes que, directa ou indirectamente, intervêm no processo de construção.
Desde o seu início até ao seu terminus, uma obra de construção caracteriza-se por uma enorme variedade de etapas e processos construtivos, sendo, por isso, um processo bastante dinâmico. Este aspecto repercute-se na quantidade e inconstância de factores de risco presentes e também na multiplicidade de acidentes passíveis de ocorrer. Apresentam-se a título exemplificativo algumas tarefas executadas num estaleiro de construção civil genérico:

  • Trabalhos de demolição de estruturas;
  • Trabalhos de execução de reboco ou estuque;
  • Trabalhos de escavação;
  • Trabalhos de execução de coberturas;
  • Trabalhos associados a armação de ferro;
  • Trabalhos de carpintaria;
  • Trabalhos de cofragem e descofragem;
  • Trabalhos de serralharia;
  • Trabalhos de betonagem;
  • Trabalhos de pintura e/ou envernizamento;
  • Trabalhos de execução de alvenaria;
  • Trabalhos de aplicação e revestimento de pavimentos.

A filosofia da “nova abordagem” preventiva, mais do que a mera observância de um conjunto de regras técnicas, eventualmente previstas na lei, determina a necessidade de se desenvolver globalmente a prevenção com vista à obtenção de níveis elevados de segurança, saúde e bem-estar. Deste modo, para que as actividades concretas de prevenção se dirijam a tais objectivos, torna-se necessário que se desenvolvam de acordo com metodologias adequadas (organização dos serviços de prevenção) e se reportem a um conjunto de princípios fundamentais (os Princípios Gerais de prevenção).

  • Eliminação do risco;
  • Avaliação dos riscos;
  • Combater os riscos na origem;
  • Adaptação do trabalho ao homem;
  • Atender ao estado de evolução da técnica;
  • Organização do trabalho;
  • Prioridade da protecção colectiva face à individual;    
  • Informação e formação.

Coordenação de Segurança na Fase de Projecto e na Fase de Execução da Obra

  • A LABORALIS organiza as suas actividades em conformidade com o Decreto-Lei nº 273/2003, de 29 de Outubro.
  • Elaboração do Plano de Segurança e Saúde da obra, que constitui um dos instrumentos fundamentais no planeamento e na organização da segurança do trabalho em estaleiros temporários ou móveis, ao dispor do sistema de coordenação de segurança.

Segurança no Trabalho (Implementação de um sistema de SHST):

  • Identificação e avaliação dos riscos para a segurança dos trabalhadores;
  • Vistorias periódicas;
  • Auditorias de levantamento de não conformidades e de seguimento;
  • Análise da sinistralidade e de doenças profissionais;
  • Elaboração do relatório anual de Higiene, Segurança e Saúde para as entidades fiscalizadoras;
  • Formação e informação, aos trabalhadores, sobre os riscos profissionais a que estão sujeitos e as medidas de prevenção a adoptar face aos mesmos. 

ServiÇos Complementares

  • Elaboração do Plano de Segurança

Informação técnica, na fase de projecto e de execução, sobre as medidas de prevenção relativas às instalações, locais, equipamentos e processos de trabalho.

  • Elaboração do Plano de Emergência Interno

O Plano de Emergência Interno é um documento preventivo e de gestão operacional, uma vez que ao identificar os riscos, meios humanos e materiais disponíveis, estabelece todos os procedimento para fazer face ao acidente, através da organização e utilização daqueles meios.

  • Avaliação de ruído no local de trabalho

O estudo a efectuar tem como objectivos:

  • Medir os níveis de ruído nos locais de trabalho;
  • Verificar o cumprimento da legislação e referenciais normativos aplicáveis;
  • Propor a implementação de medidas correctivas e/ou preventivas;
  • Elaboração das fichas individuais de exposição ao ruído dos trabalhadores envolvidos.
  • Avaliação de Monóxido de Carbono nos locais trabalho
  • Avaliação de iluminância

A iluminância é a quantidade de luz dentro de um ambiente, que pode ser medida com o auxílio de um luxímetro. Para obter conforto visual, considerando a actividade que se realiza, são necessários certos níveis de iluminância médios, que após recolhidos no local de trabalho, permitem aos nossos técnicos, apresentar soluções, por forma a adequar os níveis de iluminância á tarefa em causa.

  • Gases e Vapores (Cov’s, Co, O2, H2S, Solventes)
  • Qualidade do Ar Interior (Conforto Térmico, Humidade, Velocidade do Ar, Temperatura)
  • Avaliação de ambiente térmico

Tem como objectivo avaliar as condições de temperatura, humidade e velocidade do ar nos locais de trabalho, de forma a garantir que todos os colaboradores não estejam expostos a um ambiente térmico desfavorável á sua saúde, evitando que sejam afectadas negativamente as suas funções biológicas.

  • Avaliação de poeiras

Esta avaliação tem como objectivo a determinação da quantidade de particulas em suspenção presentes em alguns locais de trabalho, as quais não podem ultrapassar os limites estabelecidos por legislação específica.

  • Acções de Formação
Laboralis - Serviços de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, Lda :: Rua 5 de Outubro, 319 | 4100-175 Porto :: Tlfs: 22 609 28 38/9 :: Fax: 22 609 28 40 :: Tlm: 96 158 48 20 :: laboralis.geral@sapo.pt